ETF de criptomoedas: o que são e como utilizar

Não é surpresa para ninguém que o mercado de criptomoedas tem atraído cada vez mais adeptos e curiosos para investimentos. Assim, um desses atrativos são os ETF de criptomoedas, novo sucesso do mercado. Mas, afinal, o que são ETF de criptomoedas?

É normal que no mundo dos ativos digitais as dúvidas sobre o que são, para onde vão e o que fazem sejam cada vez mais presentes. Além disso, o ETF tem mais um complicador de entendimento: são recentes.


Ou seja, não tem muito tempo desde que se iniciou essa corrida pelo ETF. Por exemplo, no Brasil, só foram adicionados a bolsa de valores como opção de investimentos esse ano, em 2022.


Por conta disso, muitas pessoas possuem dúvidas e os tradicionais receios do mundo digital. Dessa forma, vamos destrinchar nesse artigo tudo que você precisa saber sobre isso.


O que são ETF de criptomoedas?

Se você conhece a bolsa de valores e sabe que por lá são comercializadas ações de determinadas empresas, você agora já sabe o que é um ETF. Afinal, estamos falando de um investimento comercializado como ação.


O ETF é um fundo conhecido e já difundido no mercado para diversas áreas, sendo o fundo de investimentos de muitas pessoas. Entretanto, existe uma ligeira diferença entre o ETF tradicional e o ETF de criptomoedas.


A diferença talvez seja até simples: a moeda usada para indicar os valores dos fundos tradicionais e de cripto. Dessa forma, ocorre que:

  • Para ETF tradicional: segue os indicadores tradicionais de moedas mundiais

  • Para ETF de criptomoedas: segue os indicados de criptomoedas, normalmente o Bitcoin

Ou seja, no fundo, um ETF de criptomoedas não é nada além de uma ação na bolsa de valores que é indicada por meio do próprio Bitcoin. Além disso, alguns ETF são indicados pelas chamadas altcoins, alternativas para o Bitcoin.


Atualmente, a bolsa de valores conta com os seguintes ETFs de criptomoedas:

  • HASH11

  • QBTC11

  • QETH11

  • BITH11

  • ETHE11

Cada um dos 5 tipos de ETF possuem taxas distintas, indo de 0,7% ao ano até 1,3% ao ano.


Como investir em EFT?

O processo para investimento não é muito discrepante de qualquer outro investimento da bolsa, iniciando primeiramente pela criação de conta em uma corretora de investimentos. Assim, você se inscreve em uma corretora que será responsável por efetuar seu investimento.


Dessa forma, basta passar para a conta aberta o valor da ação que deseja comprar e efetuar a transação direto na plataforma. Com isso, você já consegue iniciar seu investimento.


Quanto a taxas e tributos, a taxa administrativa hoje está elencada no tópico acima, podendo chegar a 1,3% ao ano. Além disso, também existe a tributação, já que EFTs de criptomoedas são englobados no imposto de renda.


Para isso, existe o desconto de 15% sobre o ganho líquido com o investimento. Assim é esse o tributo que precisa ser pago ao concordar com o investimento.


Quanto aos valores de rentabilidade das EFTs de criptomoedas, ainda é algo incerto e um tanto quanto arriscado. Entretanto, se você é investidor do mercado de criptomoedas sabe que quase todos os investimentos por aqui possuem seu grau de risco elevado.


Porém, a facilidade de contratação é muito mais vantajosa aqui, já que por ser um ativo digital, a burocracia é bem menor do que costumamos ver na bolsa de valores. Ou seja, você só precisa do cadastro na corretora e seu investimento já pode ser realizado, simples e rápido.


Adquira suas criptomoedas e mantenha elas salvas no Trezor, pois é a carteira de criptomoedas offline mais confiável do mercado. A Brazil Electronics tem estoque com entrega imediata no Brasil, não confie nas Exchange online.

...